Superar a Metanfetamina

Escolhi o cristal de metanfetamina. Os meus impulsos eram para isso, o processo de pensamento não era racional.

Não pensava se era certo ou errado, simplesmente fazia-o. E não o controlava. A metanfetamina fez-me sentir-me como morto.

Foi a pior coisa que me ocorreu.

Isto é, custou-me a família, os amigos, eu mesmo. Depois que me perdi, tudo estava perdido.

Felizmente, a minha irmã encontrou o Narconon.

Durante a sauna, dormia melhor, a minha pele melhorou, comecei a ganhar peso novamente.

Renasci.

Rejuvenesci em todos os sentidos da palavra — física e mentalmente, podia pensar melhor e processar o pensamento em vez de só agir por instinto.

Quando durmo já penso em acordar na manhã seguinte só para ver o que posso realizar naquele dia.

Tinha a minha família de volta, eu mesmo, tinha a minha vontade de viver novamente, vontade de ser bem-sucedido. Não só isso, também restaurei a minha compaixão pela humanidade.

Mais Vídeos